Qual a diferença entre um gay passivo, ativo ou versátil? E será que tentar encaixar-se num destes rótulos, é assim tão essencial?

Quando um gay começa a descobrir a sua identidade, é frequente deparar-se com esta pergunta: Serei gay passivo, ativo ou versátil? Mas, será que é importante haver papéis definidos?

Em primeiro lugar, a Manly Assets vai esclarecer estas definições:

 

Diferenças entre Gay Passivo, Ativo Ou Versátil

 

Gay Passivo

Gay Passivo corresponde a uma das posições que um gay ocupa durante o ato sexual e refere-se à pessoa que é penetrada. Para um gay que assume a posição de passivo, é importante ter em conta a lubrificação para que a experiência seja o mais confortável possível.

Gay Ativo

Gay Ativo é outro termo usado nas relações homossexuais, e corresponde ao homem que penetra o outro, que neste caso será o passivo.

Gay Versátil

O Gay Versátil corresponde a um gay que desempenha as duas funções; penetra e recebe a penetração. Não adota um papel específico, e obtém prazer nas duas funções.

 

É necessário definir o meu papel sexual?

Os termos de gay passivo, ativo ou versátil, tendem a corresponder a papéis de submissão e dominação durante o ato sexual. São, por isso, rótulos que fazem apenas parte do jogo erótico entre o casal, e não têm de se aplicar aos restantes aspetos da nossa vida.  

Dentro e fora da comunidade gay, é comum ver-se o gay passivo como alguém mais efeminado e o gay ativo como o elemento masculino do casal. Ou até dizer, que o gay passivo é “mais gay” que o ativo.

Ora isso, não faz grande sentido. Primeiro, um homem não é mais feminino apenas por ter preferência em ser penetrado no ânus. Não faltam gays com uma aparência bastante masculina, e que preferem ser passivos, bem como o contrário, homens mais afeminados, mas que durante o ato sexual preferem penetrar.

Para além disso, qual o problema em ser afeminado? É nosso dever aceitar as diferenças de cada um e conviver com elas, sejam de personalidade, raça, cor ou religião.

Por outro lado, não passam de padrões que remetem para o machismo, e que nos lembram, que temos um caminho ainda longo, para uma educação sexual eficaz.

Não acha ridículo, reduzir a sua personalidade à posição que prefere durante a penetração? Isto, sem referir que o sexo é muito mais do que uma penetração. Existem carícias, beijos, sexo oral e todo o tipo de fantasias que queiram experimentar.

No final de contas, os termos gay passivo, ativo ou versátil não são rígidos. Podem até alterar-se com a experiência sexual ao longo do tempo. Afinal, porque não aproveitar ambos os dons, e todos os aspetos que a sexualidade tem para oferecer?

 

A Manly Assets tem muitas dicas e conselhos para lhe oferecer, fique atento!

Veja também:
Como contar aos seus pais que é gay em 6 passos

Diversidade e tolerância – Os Bares Gay Do Porto Que Devia Conhecer!

Como ter sucesso no Grindr?