Qualquer disfunção sexual ainda é alvo de grande preconceito, o que atrasa o processo de cura. Mas o que é a ejaculação precoce? Este é um dos problemas sexuais mais frequentes e, de acordo com o Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, Fourth Edition, um em cada cinco homens sofre desta disfunção sexual.

Ainda que este problema afete entre 20% a 30% dos homens em todo o mundo, apenas 9% procura ajuda médica especializada.

 

O que é a ejaculação precoce?

Segundo a International Society for Sexual Medicine (ISSM), esta patologia é caracteriza pela ejaculação “sempre, ou quase sempre, antes de, ou até um minuto após ter-se iniciado a penetração”.

Este é um problema real e que provoca danos na vida de um casal. De acordo com alguns dados recentes, 44% dos homens que sofrem de ejaculação precoce sentem-se frustrados, 36% sofrem de ansiedade e 20,4% são diagnosticados com estados de depressão.

 

Existem três tipos de ejaculação precoce:

  • Primária
    A herdada e em que os sintomas surgem desde as primeiras experiências sexuais e vão agravando com o passar da idade.

 

  • Secundária
    Acontecem por motivos psicológicos ou físicos, podendo o problema acontecer apenas em alguns casos isolados.

 

  • Ocasional
    Pode ocorrer de vez em quando ou apenas em situações específicas (com novas parceiras, por exemplo).

 

Quais são as causas da ejaculação precoce?

Existem diversos fatores que estão associados à mesma:

 

  • Fatores psicológicos (ansiedade, depressão, nervosismo, stress).

 

  • Fatores físicos (hipersensibilidade na zona peniana, doenças, alterações hormonais, inflamação da próstata).

 

Como tratar a ejaculação precoce?

Existem diversos tratamentos para tratar a ejaculação precoce. A escolha será feita pelo médico especialista consoante a gravidade da patologia. Se alguns médicos aconselham a psicoterapia ou a terapia comportamental, em alguns casos poderá ser necessária a introdução de algum tipo de fármacos.

 

Como controlar a ejaculação precoce?

Se quiser resolver o problema, pode experimentar algumas destas dicas:

 

  • Controle a ansiedade
    Faça alguns exercícios de relaxamento antes do ato sexual e encare todas as suas experiências sexuais pela positiva.

 

  • Comunique
    Fale com a sua parceira e explique os seus receios. Uma boa comunicação entre o casal pode ajudá-lo a controlar a ansiedade associada à prática sexual.

 

  • Utilize preservativo
    O preservativo retira alguma sensibilidade e pode ajudá-lo a controlar a ejaculação precoce e a prolongar o ato sexual durante mais tempo.

 

  • Vá mudando de posição
    Algumas posições exercem uma maior pressão nos órgãos genitais e, por isso, vá trocando de posição para prolongar o ato sexual.

 

Ejaculação precoce não é disfunção erétil

Apesar de ainda haver confusão em relação a estas duas patologias, a ejaculação precoce não está relacionada com a disfunção erétil. Nesta, a ereção é normal, enquanto a disfunção erétil consiste na dificuldade em conseguir ou manter uma ereção. Ainda assim, estas duas patologias podem ocorrer em simultâneo.

Enquanto a Disfunção Erétil está mais associada aos idosos, a ejaculação precoce pode atingir homens de qualquer faixa etária. Assim sendo, agora que já sabe o que é a ejaculação precoce, esteja atento aos sintomas e procure ajuda médica, deixe a vergonha de lado e recupere o seu prazer sexual.

 

A Manly Assets tem muitas dicas e conselhos para lhe oferecer, fique atento!

Veja também:

Menopausa masculina – O que é e quais são os sintomas?

Disfunção Erétil -Como prevenir e combater o preconceito!

As DST’s mais comuns nos homens

6 Tipos de caroços nos testículos – Casusas e Tratamentos

O que é o Viagra – Tudo o que deve saber