Vaping ou tabaco? Provavelmente já ouviu falar em vaping bastantes vezes nos últimos anos. É o último “grito” junto daqueles que querem deixar o tabaco (será que resulta? Já lá vamos). Bem sabemos que os cigarros eletrónicos têm conquistado cada vez mais adeptos um pouco por todo o mundo. Basta analisar os números conhecidos: hoje em dia, existem 500 marcas de cigarros eletrónicos e cerca de 7000 sabores.

Esta é uma indústria que gera cada vez mais dinheiro mas será que os cigarros eletrónicos são mesmo uma alternativa ao tabaco tradicional? Será que são mais ou menos vantajosos? Quais as implicações para a sua saúde deste novo universo do vaping?

 

Vaping ou tabaco tradicional?

 

Vaping ou Tabaco – Como funcionam os cigarros eletrónicos?

Os cigarros eletrónicos permitem que o utilizador consuma nicotina através da inalação do químico sob a forma de um vapor, daí a terminologia vaping, sem as outras substâncias cancerígenas associadas ao tabaco tradicional.

O mais aliciante neste produto é que não contém fumo, alcatrão ou monóxido de carbono. O líquido utilizado tem propilenoglicol e/ou glicerina vegetal, água purificada, aromas alimentares e nicotina líquida (em alguns casos a nicotina é suprimida).

Com a tecnologia a avançar rapidamente (e com os aparelhos a distribuírem nicotina de formas distintas) é cada vez mais complexo e difícil analisar esta nova realidade.

Porquê? Ainda não se sabe ao certo quais as consequências a longo prazo da utilização dos cigarros eletrónicos. Os estudos não são tão fidedignos como possamos pensar: a maioria é encomendado pela indústria que produz este produto (conflito de interesse logo à partida) e os restantes carecem de rigor metodológico.

Contudo, a curto prazo, ainda não são conhecidos efeitos nocivos à saúde.

 

Vaping ou Tabaco – O vapor libertado é prejudicial à saúde dos não-fumadores?

De acordo com a American Heart Association, o vapor libertado pelos cigarros eletrónicos contamina o ar com nicotina e outras toxinas. Ainda assim os efeitos dessa exposição a longo prazo ainda não conhecidos. Apesar disso, sabe-se que, quando comparados com o tabaco tradicional, os cigarros eletrónicos libertam 10 vezes menos nicotina.

Já os investigadores do Roswell Park Cancer dizem que as toxinas dos cigarros eletrónicos são 450 menos prejudiciais do que as do tabaco comum.

 

Vaping ou Tabaco – Os cigarros eletrónicos conseguem acabar com o vício de fumar?

vaping ou tabaco

Homem a Fumar.

Infelizmente, a resposta é “não”. O que vicia é a nicotina e, por isso, o cigarro eletrónico não irá ajudá-lo a terminar com o vício. Ainda assim, alguns estudos garantem que a nicotina, quando consumida sem outros químicos presentes num cigarro tradicional, não é prejudicial à saúde.

Assim sendo, o universo do vaping não o vai ajudar a deixar de fumar. Para isso, precisará de ajuda especializada e de muita força de vontade (o que em alguns casos parece ser o suficiente).

É fã deste universo do vaping? Está equacionar juntar-se a esta comunidade? Partilhe connosco as suas ideias!

 

A Manly Assets tem muitas mais dicas e conselhos para lhe oferecer, fique atento e não se esqueça de comentar!

Veja também:

Vicio da Pornografia – Quais os Efeitos para a sua Saúde

Evitar o mau hálito – Causas e Tratamentos

10 Cancros mais Comuns no Homens

As 5 DST´s mais comuns nos Homens!

Disfunção Erétil – Como prevenir e combater o preconceito!